A Ilha das Flores (Documentário)

0 Comments

A Ilha das Flores, já ouviu falar desse curta-metragem? Acredito que a maioria de vocês já recebeu algum trabalho seja no colégio, na faculdade ou em alguma especialização aí pelo mundo, em que devia assistir esta obra. 

No meu caso, tive que assisti-lo no 2º ano de faculdade e fazer um resumo crítico a respeito. Devo confessar que não concordo com tudo o que tem nele, claro que nele mostra uma realidade, chama atenção para certos problemas sociais, mas...às vezes tenho a impressão que temos a tendência de fechar os olhos para certas coisas, e diante de problemas tentar achar culpados de forma equivocada. Por exemplo, não acho que a culpa da existência da desigualdade social seja o capitalismo. Para mim, repito "PARA MIM", os grandes responsáveis são os homens e mulheres eleitos para administrar a máquina pública (seja no nível municipal, estadual e federal) e invés disso resolve enriquecer às nossas custas. Mas, enfim...isso é assunto para outro post. Vamos focar no assunto original!

Ilha das Flores é um curta-metragem de cerca de 10 minutos, escrito e dirigido pelo cineasta Jorge Furtado no ano de 1989. Neste, podemos observar que a maioria dos problemas sociais são sistêmicos, ou seja, se encontram totalmente interligados. Como diria Capra: A teia da vida!

A situação retratada ratifica a desigualdade social do povo brasileiro, suas carências e necessidades, o abandono sofrido por parte do poder público, o que termina por afetar a saúde destes indivíduos. O filme encerra com a seguinte reflexão: liberdade é "Uma palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda”

Se seu professor(a) pediu para você assistir esse curta, então é só apertar o play:




Artigos Relacionados

Nenhum comentário:

Olá! Obrigada por sua visita e atenção!
Agora deixe um recadinho para mim ok? =)